Coluna Semanal - Dicas de Fotografia

 A Fotografia HDR 

fotografia HDR (High Dinamic Range) está super “na moda” ultimamente. Por isso falar sobre o assunto para contemplar tudo sobre essa técnica – desde como tirar as fotos até como editá-las.
Se bem utilizada essa técnica pode dar vida à foto criando um clima super-realista, com um contraste impressionante em cores ou em P&B. Se mal utilizada, no entanto, ela pode criar um resultado falso e esquisito! Vamos ? 

O que é HDR?

O que chamamos hoje de HDR é uma técnica que – simplificando ao máximo – faz fotos terem o máximo de detalhes mesmo quando a cena fotografada tem muito contraste. Usando esta técnica conseguimos mostrar os detalhes na sombra e na luz, ao mesmo tempo.
Essa técnica já é usada a muito tempo, inclusive com filme. Mas é com o digital que ela ganhou força, sendo mais fácil aplicá-la em diversas situações.

Como utilizar essa técnica?

Para uma HDR legítima é preciso tirar pelo menos 3 fotos com exposições diferentes da cena, utilizar um aplicativo específico (Photomatix, Photoshop, etc) para juntar essas exposições e depois fazer diversos ajustes finos na imagem final.
Essas necessidades tornam a técnica um pouquinho complicada, mas não impossível ;)
Dá pra fazer só com uma foto? Sim – mas existem limites e a qualidade final da imagem vai cair. Dá pra fazer sem o cuidado de um tripé? Dá – mas as chances de aparecerem aberrações serão maiores. Dá pra fazer com uma câmera simples? Sim – mas as compactas não oferecem algumas facilidades na hora de tirar as fotos.
Mas o mais complicado não é a criação da HDR em si, e sim usar a situação ideal. O pecado de muitas HDRs que vemos por aí é o uso exagerado e muitas vezes sem necessidade da técnica.

Resumindo

Para criar uma foto com um Alcance Dinâmico Altíssimo (que é a HDR) nós tiramos três fotos que peguem os detalhes de toda a imagem:

E juntamos elas em uma só:

FONTE - Dicasdefotografia


                                                                                 

Porquê fotografar em modo Manual “M”? Qual outros modos usar ? 


Quando se fala em fotografia muitos deixam seu ego elevar ao falar que tem uma DSLR, mais uma infinidade de acessórios, e que sabe fotografar em modo Manual “M”. Será que quem sabe fotografar no modo Manual “M” está em um nível tão elevado assim? Qual outros modos usar?

Porque fotografar em modo Manual “M”?


 Na  verdade o que comprova a qualidade da fotografia é o trabalho final, não quem a fez, o equipamento e ajustes utilizados. Então resolvi falar um pouco de alguns modos que podemos usar, e não ficar dependendo do único Modo Manual “M”, igual colocaram na minha cabeça por um tempo. Ou você quer fazer bolhas no dedo igual eu fiz de tanto ajustar sua câmera? E se você já aprendeu isto e está usando a zona criativa em algumas situações, parabéns, já ta tendo vida fácil.

Qual os outros Modos podemos usar?

O ajuste da câmera depende da situação, não devemos obrigatoriamente trabalhar em um único modo, independentemente se for na zona básicacriativa, auto, ou somente em modo Manual “M”, sendo que alguns modos semi automáticos foram feitos para facilitar nossa vida.


Zona Básica

Então para quem não entende os conceitos básicos da fotografia e encontra certas dificuldades, pode utilizar a zona básica ao invés do auto total, e selecionar conforme a situação.

Zona Criativa

Para quem quer se aprofundar no assunto é interessante aprender trabalhar em modo Manual “M”, para conhecer todos os ajustes da câmera e depois você pode trabalhar tanto em manual como nos outros modos da zona criativa como mostra a imagem acima.
A grande vantagem da zona criativa é que o Balance de brancos, Modo de foco AF, Seleção de ponto AF,Modo de disparo, entre outros ajustes permanecem disponíveis enquanto outros controles podem ficar em auto.
Veja alguns exemplos abaixo.
  1. Fotografia de Studio. É um ambiente fechado com luz de flash, sempre a mesma iluminação podemos ajustar a abertura e velocidade em modo Manual “M”.
  2. Retratos ou cenas estáticas com luz natural. Pode se usar o Modo “AV” dar prioridade a abertura e ISO e a velocidade em Auto.
  3. Esportes ou cenas em movimento, com luz natural. Podemos usar o Modo TV. Dar prioridade a Velocidade e ISO, e deixar a Abertura em automático.

Então os profissionais não trabalham só em modo manual “M”?

Não existe uma regra ou algo que diga isto, mas eu posso garantir uma coisa, o modo Manual “M” é importante para você aprender a dominar todos os recursos do seu equipamento, e os modos da zona criativa facilitam a nossa vida em muitas situações.
zona básica é pra quem só sabe apertar o botão, e ainda não tem muito conhecimento, mas usuários inexperientes ou experientes também pode fazer boas imagens usando estes modos.
Portanto aprenda e domine 100% o modo Manual “M” depois comece  a utilizar a zona criativa, que ela vai facilitar sua vida em muitas situações.

FONTE - FOTOESC

                                                                                 Comprei minha câmera, como ajusta-la? E quais os cuidados tomar ?

 Quando a gente põe na cabeça que vai comprar uma DSLR o primeiro passo é correr atrás das informações para descobrir qual é a melhor e mais indicada câmera para quem está começando, quando já passamos esta fase e estamos com a câmera na mão o segundo passo é aprender como ajusta-la.
 Então suponhamos que eu comprei minha primeira câmera, e quero saber como ajusta-la? Isto a gente já está vendo em alguns artigos  mas se você pegou seu equipamento e ainda não está muito familiarizado com ele, ou é novo por aqui, temos algumas dicas interessantes, pra você começar.
 Primeiro. Com seu equipamento em mãos (caso tenha), já veja na prática os cinco conceitos básicos da fotografia onde falamos do funcionamento da fotografia, Abertura, Velocidade, ISO, e funcionamento do Fotômetro que são assuntos voltados ao controle de exposição, o qual nos ajuda a ter imagens com a quantidade de luz ideal.

 Segundo. Preparamos a categoria “Ajustes” com alguns artigos onde tratamos dos ajustes mais finos onde falamos sobre a Profundidade de campoModo de foco AFSeleção de ponto  AFModo de mediçãoModo de disparobalance de brancos, que tem como objetivo ajudar você a ter imagens mais nítidas, com melhor colorido, e melhor controle de exposição.

 Tire todas as dúvidas possíveis, qualquer coisa que você não entender deixe-a no campo comentários que tentaremos ajudar.

Agora veja alguns cuidados a tomar com seu equipamento
  1. Primeira carga da bateria. Sempre recarregue por um bom tempo, não deixe o carregador na tomada, se a câmera for permanecer parada por um bom tempo remova a bateria.
  2. Colocar a alça de pescoço. Lembre-se  o amigo do peito do seu equipamento é você, a alça de pescoço foi feita para a segurança da sua câmera, se derrubar-la da mão dificilmente vai escapar ilesa. 
  3. Colocar e remover a lente. Evite fazer isto sobre risco de água ou poeira, não corra o risco de sujeira ou umidade penetrarem em seu equipamento, sempre confira se a lente travou. Evite a queda da lente.
  4. Um filtro para lente.  Não custa caro em comparação com o preço da lente, se bater algo direto na lente fica bem mais caro do que o filtro, e também aos poucos a lente vai ficando com riscos, não vale a pena arriscar.
  5. Uma bolsa adequada. As bolsas para câmera tem uma espécie de acolchoado que reduzem os impactos contra a câmera e fica mais discreto para transportar, já providencie uma bolsa que caiba no mínimo mais uma lente e um flash, ou duas câmeras, futuramente você vai precisar de mais acessórios.
  6. Armazenamento da câmera. Quando deixar seu equipamento em casa, usar sílica na embalagem, para remover a umidade e fazer a proteção contra fungo.
  7. Cuidado contra roubo. As câmeras robustas chamam a atenção sempre a mantenha de forma discreta, evite dispersar a atenção de curiosos. 
  8. Limpeza. Procure produtos adequados para limpeza da sua câmera não corra o risco de desbotar ou manchar seu equipamento utilizando produtos de uso doméstico.
FONTE - FOTOESC

Você pode gostar também de

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...